No rastro dos mísseis, potncias ocidentais lanam cerc

No rastro dos mísseis, potncias ocidentais lanam cerc

Mensagempor tglaucia » Seg Abr 16, 2018 10:36

No dos mísseis, potncias ocidentais lanam cerco diplomático Síria

76183339_FILES This file photo taken on May 26 2017 shows L-R French President Emmanuel Macron U.jpgWASHINGTON Após os ataques aéreos, o cerco econmico e diplomático. EUA, e Frana presionaram neste de semana por um irreversível" do programa de armas químicas da Síria, em a recriminaes da Rússia na ONU. Os trs aliados liderados pela Frana fizeram um projeto de resoluo, que será apresentado hoje ao de Segurana, pedindo uma investigao do de armas químicas contra civis que levou aos ataques de mísseis na Síria na sexta-feira. Os EUA também listaram trs metas para o do cerco ao país onde há dois soldados americanos e disseram estar preparando novas sanes contra a Rússia por seu contínuo ao presidente Bashar al-Assad. O presidente russo, Vladimir Putin, por sua vez, afirmou que o Síria prejudicou seriamente as perspetivas de um político e alertou que novas aes militares poderiam o caos nas relaes internacionais. Síria_1604

Na ONU, o documento que será apresentado hoje exige que se assegure a humanitária sem obstáculos, o - do , e pede a participao de Damasco nas negociaes de lideradas pela ONU. Segundo o texto, por diplomatas, o projeto de resoluo prope a realizao de uma investigao da Organizao para a Proibio de Armas Químicas (Opaq) o químico e insta o sírio a participar de consciencioso e construtivo das negociaes de sem condies preliminares.

Em entrevista ao programa the Nation, da CBS, a embaixadora dos EUA nas Naes Unidas, Nikki Haley, também disse no domingo que novas sanes sero anunciadas hoje secretário do , Steven Mnuchin.

Elas sero direcionadas diretamente a de empresa que esteja lidando com equipamentos relacionados ao de armas químicas e com Assad adiantou Haley, que lembrou que a Rússia vetou seis resolues da ONU relacionadas Síria e s armas químicas. Assad sabia que a Rússia o acobertaria nas Naes Unidas e por isso foi , usando-as de uma mais agresiva.

RELAO TURBULENTA COM MOSCOU

Assegurando ainda que seu objetivo é as tropas americanas chegarem em , Haley ressaltou que os EUA no ao cerco Síria até que suas metas sejam cumpridas todas ligadas aos interesses nacionais de Washington.

VEJA TAMBM: Sete anos de guerra e sem fim no horizonte; entenda

A batalha no Twitter sobre o conflito sírio

(O presidente Donald) Trump queria de que agentes químicos no eram usados de que pudesse os interesses nacionais americanos afirmou, num programa na rede de TV Fox News. Ele queria de que nós derrotamos o Islmico completamente, e que toda a ameaa se foi, porque é uma ameaa aos interesses nacionais dos EUA. E ele queria de que tínhamos bons motivos para o que o Ir estava fazendo.

Na sexta-feira, ao o , o presidente americano deixara que quer os de dois soldados envolvidos na campanha contra o Islmico. Um dia , no entanto, ele se contradisse ao que aliados ocidentais estavam preparados para a resposta , Assad no parasse de armas químicas o que sírios e russos negam que esteja ocorrendo.

A apresentada na ONU também á a Opaq a , em um período de 30 dias, se a Síria revelou completamente quais so suas reservas de armas químicas. Diplomatas ocidentais disseram que buscariam suficiente para negociaes antes que a resoluo seja votada, a de obter o respaldo russo o país usou 12 vezes seu de no de Segurana para bloquear aes contra seu sírio.

US-SECURITY-COUNCIL-HOLDS-EMERGENCY-MEETING-AFTER-U.S.-AIRSTRIKEA presso por uma soluo diplomática acontece após uma fracassada reunio de emergncia do de Segurana, convocada por Moscou no sábado, quando o da Rússia na ONU, Vassily Nebenzia, condenou as aes conjuntas clasificadas por ele uma violao do Internacional. Questionada as relaes com o Kremlim, Haley disse que os laos esto tensos, reforou que os EUA ainda esperam por um relacionamento melhor. No domingo, em com o seu iraniano, Hassan Rouhani, Putin, fez um alerta:

Se tais aes, que so uma violao da da ONU, voltarem a , provocaro inevitavelmente o caos nas relaes internacionais, afirmou, segundo Kremlin, referindo-se ao Síria.

Os dois líderes afirmaram que essa ao prejudicou seriamente as perspetivas de um político na Síria disse uma do Kremlin.

Apesar da advertncia, o Kremlin apostou numa abordagem mais no direto com os trs adversários ocidentais, e o vice-chanceler Sergei Ryabkov disse que o russo faria todos os esforos para melhorar as relaes políticas com o .

a situao política é extremamente tensa, por isso no farei nenhuma previso ressaltou agncia Tass. Trabalharemos com , de metódica e , aproveitando as oportunidades para que a situao saia deste pico político extremamente .

CHANCELER BRITNICO NO DESCARTA MAIS ATAQUES

Já a Frana, mais uma vez, reforou a viso de que os ataques tiveram . Em entrevista transmitida pelos meios de comunicao locais, o presidente Emmanuel Macron disse o próprio Trump a as tropas na Síria.

Temos trs membros do de Segurana (da ONU) que intervieram. No declaramos ao de Bashar al-Assad. disse, contando que convenceu o americano. Há dias, o presidente dizia que os EUA consideravam a Síria, nós o convencemos de que era necessário no prazo.

Mais cedo, o chanceler britnico no descartou novos ataques, o também foi de .

As potncias ocidentais no tm planos para novos ataques com mísseis na Síria, avaliaro suas opes se Damasco armas químicas novamente reiterou Boris Johnson, defendendo a deciso da premier Theresa May de participar do . No uma mudana de ... No se trata de tentar a maré no na Síria.

info - mapa ataque síria

tglaucia
 
Status: Offline
Mensagens: 133
Registrado em: Seg Abr 18, 2011 03:20

Voltar para Mundo

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante

cron
Política de Privacidade